segunda-feira, março 4, 2024
spot_img
InícioEspecialidadesGinecologia e ObstetríciaInstituto Nascer amplia atendimento

Instituto Nascer amplia atendimento

O Instituto Nascer, clínica referência no cuidado integral e humanizado à gravidez, ao parto e à primeira infância, inaugurou sua nova unidade no bairro Cidade Jardim (Av. Raja Gabáglia, 665). Inspirado no modelo europeu de cuidado à gestante e com altas taxas de partos normais (82%, em 2018), o espaço foi concebido para receber mulheres que se preparam para um dos momentos mais importantes da vida: o nascimento de um filho.

A clínica possui uma equipe multidisciplinar preparada para oferecer à gestante tudo o que ela precisa para ter um parto seguro e respeitoso, amparada por profissionais altamente qualificados. Tudo isso, utilizando as mais modernas técnicas com o foco no bem-estar da mulher. “O atendimento vai muito além de uma simples consulta ao obstetra. A ideia é concentrar, em um só lugar, todos os serviços necessários para o planejamento da gravidez, o pré-natal, o parto e o pós-parto, além dos primeiros cuidados com o bebê”, explica o médico obstetra Hemmerson Magioni, fundador do Instituto Nascer.

Dentre as especialidades oferecidas estão ginecologia e obstetrícia, pediatria, endocrinologia, dermatologia, angiologia, fonoaudiologia, ultrassonografia, reprodução humana, psiquiatria, psicologia, fisioterapia, nutrição, entre outras. A gestante conta, ainda, com o espaço Mimo SPA, que disponibiliza serviços de massoterapia e drenagem linfática, um auditório para realização de cursos e eventos, com capacidade para 80 pessoas, e uma cozinha funcional.

Para os bebês nos primeiros mil dias de vida, o Instituto Nascer conta com plantão de aleitamento materno, shantala e banhos especiais. E, para as mães no pós-parto, é oferecido apoio psicológico e fisioterápico com profissionais especialistas na saúde da mulher. “O objetivo é que o Instituto Nascer esteja presente na vida da gestante desde o planejamento da gravidez até a criança completar dois anos de idade, que é a fase mais importante para o desenvolvimento dos nossos filhos”, pontua Magioni.

História – Criado há pouco mais de cinco anos, o Instituto Nascer promove um jeito novo de cuidar. Seus profissionais aplicam recursos modernos e técnicas cientificamente comprovadas para garantir um parto que respeite os direitos e a dignidade da mulher. Essa filosofia fez da clínica uma das protagonistas na mudança do modelo de cuidar do nascimento no Brasil. Somente em 2018, foram 198 partos realizados com absoluta segurança e respeito à autonomia feminina.

Na clínica, as decisões sobre os melhores caminhos para o nascimento de um bebê são tomadas de forma compartilhada com a mãe, refletindo em conjunto sobre todos os métodos disponíveis. Assim, a mulher terá melhores condições de definir melhor o que é mais importante para ela.

“O que buscamos é uma obstetrícia mais ética, mais verdadeira e mais científica. Nossa visão é que a medicina deve ser sempre baseada em evidências, no humanismo, na ética, na organização, no atendimento de qualidade e na pontualidade – aspectos que, infelizmente, não são muito comuns no Brasil. Queremos fugir do olhar simplório sobre o parto e dar a ele a importância e o tamanho que significa para uma família”, destaca o médico.

Desconstrução – Dessa forma, os serviços oferecidos pelo Instituto Nascer vão muito além do conceito reducionista de parto humanizado e se baseiam na busca pelo equilíbrio entre as três esferas do cuidado ao nascimento: o desejo da mulher, o julgamento clínico dos cuidadores e as evidências científicas.

“Temos hoje um modelo clássico intervencionista, ao qual damos o nome de ‘modelo tese’. Para combater esse modelo centrado no médico e que gera altas taxas de cesarianas, criou-se o modelo humanista, que é uma ‘antítese’ ao modelo clássico. Devemos ir agora em busca de um ‘modelo síntese’, ou seja, de um movimento dialético no qual mantemos as conquistas do modelo humanista, mas com o uso apropriado das tecnologias médicas e da medicina baseada em evidências científicas”, ressalta Magioni.

A partir da conversa entre médico e paciente durante a evolução da gravidez, as dúvidas vão sendo tiradas e as decisões são tomadas em conjunto até se chegar ao plano de parto, com a escolha do método mais adequado de nascimento – cuja decisão levará em conta as preferências da mulher e os aspectos científicos. Os cuidados ainda seguem após o parto, para uma melhor recuperação e, em alguns casos, já pensando em uma outra gestação futura, caso seja do desejo dela.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos