segunda-feira, julho 22, 2024
spot_img
InícioNotíciaFrente parlamentar vai discutir soluções para cirurgias eletivas

Frente parlamentar vai discutir soluções para cirurgias eletivas

Uma frente ampla parlamentar sobre cirurgias eletivas, que conta com a participação de deputados de todo o Brasil, foi lançada nesta terça-feira (28/3), na Câmara dos Deputados, em Brasília. O governador Romeu Zema e o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, participaram da cerimônia de lançamento da frente, que é presidida pelo deputado federal mineiro Emidinho Madeira.

A associação de parlamentares tem como objetivo acompanhar, debater, encaminhar e apoiar demandas relacionadas às cirurgias em todo o país. O grupo foi criado após a aprovação do requerimento que recebeu a assinatura de 204 parlamentares. Os deputados agora vão promover debates, simpósios, seminários e outros eventos relacionados à defesa das cirurgias eletivas.

É considerada cirurgia eletiva aquela intervenção que não possui caráter emergencial, podendo ser feita sem um tempo definido. A maioria é simples, com a alta do hospital ocorrendo, no máximo, 24 horas após a realização.

O governador Romeu Zema parabenizou a ação dos parlamentares. “Fico muito satisfeito de estarmos implantando essa frente parlamentar que, com certeza, vai salvar milhares de vidas e tirar, talvez, milhões de pessoas do sofrimento, porque é muita gente que está aguardando na fila. Parabenizo o deputado e todos os participantes, e ressalto que vamos auxiliar no que pudermos contribuir”, afirmou.

Romeu Zema destacou ainda que o Governo de Minas tem atuado em conjunto com os prefeitos para melhorar a saúde do estado.

“Hoje, temos uma situação bastante diferente em Minas. Estamos transformando o cemitério de obras inacabadas da saúde em realidade. Das 180 UBS que ficaram no meio do caminho no governo passado, conseguimos entregar mais da metade – e vamos continuar entregando. Estamos também concluindo os seis hospitais regionais de grande porte que estavam com obras paralisadas. Isso vai fazer com que tenhamos uma importantíssima descentralização da saúde. Hoje, temos pacientes que saem de cidades a 800 quilômetros da capital para fazer procedimentos em Belo Horizonte. Isso é desumano”, disse o governador.

Ele lembrou, também, o papel fundamental da atenção primária à saúde no acolhimento e atendimento à população que precisa dos serviços médicos.

“Muitas vezes, a situação se agrava porque o cidadão não teve a condição de ter este atendimento com agilidade, de detectar algo que talvez uma fisioterapia, um pequeno procedimento cirúrgico pudesse resolver antes de tomar uma proporção maior”, acrescentou.

Minas à frente

O secretário de Estado Saúde, Fábio Baccheretti, disse que a frente criada é a prova de que unir o trabalho de parlamentares e de quem faz as políticas públicas de saúde funciona e é fundamental.

“Quando atuamos juntos, nas ações dos estados e dos parlamentares, estaduais e federais, os recursos se multiplicam, que é algo semelhante ao que estamos realizando em Minas Gerais. Por isso, ressalto aqui a importância dessa ação para discutir esse problema histórico que acontece em todo o Brasil, que são essas cirurgias que se acumulam e as filas de espera que aumentam, fazendo com que as pessoas fiquem anos aguardando cirurgia”, disse.

O secretário disse ainda que Minas saiu na frente e já está avançando no tema.

Cristiano Machado / Imprensa MG

“Em 2021, lançamos a política do Opera Mais que, junto do Valora Minas, estabeleceu critérios importantes e uma nova tabela com recursos que fizeram com que os hospitais conseguissem aumentar o atendimento. E também batemos recorde. Em 2022, tivemos investimento de mais de R$ 200 milhões e, com isso, conseguimos operar 20% a mais, sendo o melhor ano histórico de Minas”, ressaltou.

Neste ano, segundo o secretário, serão investidos pelo Governo do Estado R$ 256 milhões para conseguir zerar de vez as cirurgias eletivas. Com isso, ‘vamos dar ao paciente a possibilidade de operar e, consequentemente, gerar melhor qualidade de vida para os mineiros”, acrescentou o secretário.

Café

Ainda na Câmara, o governador Romeu Zema participou do lançamento da Frente Parlamentar do Café, que também é presidida pelo deputado mineiro Emidinho Madeira.

O grupo vai atuar na discussão de pautas sobre o café e a defesa da economia cafeeira, além de debater investimento no setor e melhorias para os trabalhadores e produtores de café.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos