quarta-feira, junho 19, 2024
spot_img
InícioPela cidadePasseios na Grande BH para fugir da rotina sem aglomerações

Passeios na Grande BH para fugir da rotina sem aglomerações

Espaços amplos e abertos são a melhor opção para um passeio durante a pandemia. Além de fugir um pouco da rotina, o contato com a natureza faz bem para o corpo e para a alma, trazendo bem-estar para todas as idades.

Fizemos uma lista de lugares incríveis ao ar livre em Belo Horizonte e nas proximidades, onde você pode ir com segurança, evitando aglomerações. Mas atenção: a maioria dos espaços necessita de agendamento prévio. Não deixe para decidir na última hora!

Lugares ao ar livre para passear na Grande BH:

1. Inhotim

Nossa primeira opção é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do planeta, com um jardim botânico contendo mais de 5 mil espécies de plantas. Inhotim é imenso e você tem que fazer muito esforço se quiser aglomerar lá dentro. As atrações estão restritas a poucas pessoas por vez e os monitores estão gentilmente preparados para orientar sobre as normas de segurança. Há totens com álcool em gel por todo o parque e o restaurante também está organizado para receber um número limitado de pessoas em mesas bastante separadas umas das outras. É um passeio incrível para crianças, adultos e idosos. O mapa tem três sugestões de roteiro e você também pode fazer a sua própria rota. Algumas galerias estão fechadas, mas ainda assim é difícil fazer todo o percurso em um dia só. Chegue cedo para aproveitar bem o tempo, vá de tênis ou um calçado bem confortável, e carregue um lanchinho na mochila para o caso de você optar por não almoçar nos restaurantes de lá.

Visitação: sexta-feira, das 9h30 às 16h30; sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h30.

Ingressos: devem ser retirados com antecedência de pelo menos 1 dia pelo Sympla. Valores: R$ 44 (inteira) e R$22 (meia, para crianças de 5 a 12 anos e maiores de 60 anos). Crianças até 5 anos não pagam. Na última sexta-feira de cada mês (exceto feriado), a entrada é gratuita.

Endereço: Rua B, 20 Fazenda Inhotim, Brumadinho-MG

Mais informações: www.inhotim.org.br

2. Serra da Piedade

A Serra da Piedade é uma das paisagens mais deslumbrantes próximas a Belo Horizonte. Além da vista panorâmica de 360 graus, o clima é favorável para um encontro consigo mesmo e com Deus. O Santuário Nossa Senhora da Piedade está a 1.746 metros de altitude e abriga a imagem da padroeira de Minas, feita no século XVIII pelo artista Antônio Francisco Lisboa (Aleijadinho). Do alto da Serra, é possível avistar nove cidades: Belo Horizonte, Caeté, Contagem, Lagoa Santa, Nova União, Raposos, Sabará, Santa Luzia e Vespasiano. O acesso de carro é bem tranquilo e vai praticamente até o topo. As visitas ocorrem por meio de reservas, pelo site da Arquidiocese de Belo Horizonte. Mesmo com o dia quente, recomenda-se levar agasalho porque o vento é forte lá no alto. Ah, e não esqueça o protetor solar!

Visitação: Diariamente, em horários variados.

Ingressos: A reserva é feita no site (link abaixo) e o pagamento é feito no restaurante do Santuário (Espaço Dom João Resende Costa). Valor: R$ 10 por pessoa. Menores de 7 anos não pagam. Maiores de 60 anos pagam meia.

Endereço: Alto da Serra da Piedade, s/n Zona Rural, Caeté-MG

Mais informações: https://sistemas.arquidiocesebh.org.br/EGP.Form/VisitaSensp

3. Parque da Serra do Curral

Encostadinho do Parque das Mangabeiras, tem o Parque da Serra do Curral, que costuma ser um pouco mais vazio. Para que gosta de caminhadas, a trilha tem aproximadamente dois quilômetros de subida leve, até chegar no mirante. Há também uma trilha alternativa, mais radical. Lá de cima é possível ver toda a cidade e também alguns municípios vizinhos. O caminho é lindo e a vista ainda melhor. No trajeto, é possível cruzar com animais como macaquinhos, quatis, aves e répteis. As visitas ocorrem por meio de agendamento e há um limite máximo diário de pessoas. As reservas são disponibilizadas semanalmente e o agendamento é checado na portaria. Algumas áreas e espaços do Parque estão com o uso suspenso, como parquinhos e aparelhos de ginásticas. É recomendado que cada pessoa leve seu próprio lanche e garrafinha de água, uma vez que bebedouros só estarão operando no formato de reabastecimento de recipientes. E, por recomendação da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, o acesso ao parque requer a apresentação de comprovante de imunização contra a febre amarela.

Visitação: quinta a domingo, das 8h às 16h

Ingressos: gratuito, mediante agendamento.

Endereço: Praça Estado de Israel – Av. José do Patrocínio Pontes, 1.951 – Mangabeiras

Mais informações: https://www.gofree.co/visita-gratuita-ao-parque-municipal-renato-azeredo_6373

4. Jardim Zoológico e Jardim Botânico

Com as visitas agendadas e o controle severo do número de pessoas, está bastante tranquilo passear no Zoológico de BH. O agendamento é feito pelo portal (link abaixo) e o pagamento do ingresso é feito na bilheteria, no dia da visita. Aproveite as áreas gramadas e com bastante sombra para fazer um piquenique, contemple a beleza do Jardim Botânico e refresque a cuca observando mais de 250 espécies de animais. O Aquário do Rio São Francisco permanecerá fechado temporariamente, assim como o Borboletário. Por recomendação da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, o acesso ao parque também requer a apresentação de comprovante de imunização contra a febre amarela.

Visitação: sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h (é necessário agendamento da visita, sujeito à disponibilidade).

Ingressos: devem ser retirados com antecedência. Valores: aos sábados, R$ 6,40; aos domingos e feriados, R$ 10,30.

Endereço: Entrada exclusiva pela Portaria 1 – Av. Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha

Mais informações: https://www.gofree.co/zoologicobh

Tem mais alguma sugestão de lugar para fugir de casa nessa pandemia? Deixe sua sugestão nos comentários abaixo!

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos