domingo, julho 21, 2024
spot_img
InícioNotíciaInteligência emocional pode ser decisiva para um bom desempenho no Enem

Inteligência emocional pode ser decisiva para um bom desempenho no Enem

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, será aplicado de forma online pela primeira vez neste ano, para cerca de 100 mil inscritos. A preparação para a prova exige muita dedicação e foco nos estudos, mas o que nem todos levam em conta é a importância da inteligência emocional neste momento. Na maioria dos casos, grande parte do desempenho dos alunos depende do seu estado emocional.

“A inteligência emocional é a capacidade que temos de aprender a lidar com nossas próprias emoções e compreender nossos sentimentos, o que possibilita uma vida mais saudável e menos angustiante”, explica a psicóloga Pollyanne Hemétrio, especialista em orientação vocacional. O ideal, segundo ela, é que ao longo da vida as pessoas tenham oportunidade de desenvolver a inteligência emocional e, assim, conseguir superar com mais equilíbrio e menos sofrimento os momentos de instabilidade.

A prova do Enem pode gerar medo, ansiedade excessiva e muita expectativa. Mas o período entre o exame e o resultado também pode ser marcado por situações de ansiedade e expectativas. “Com o resultado em mãos, é hora de planejar os próximos passos. Se o resultado não foi o esperado, é hora de avaliar os pontos positivos e negativos do último ano de estudos e preparar o planejamento para 2021. O ideal é não negar o que se sente. Sentimentos de frustração e tristeza com o resultado devem ser reconhecidos. Mas tente não deixar com que estes sentimentos te impeçam de pensar nos próximos passos”, destaca a psicóloga.
&nbsp
Pollyanne frisa que a escolha de uma profissão envolve vários fatores que vão desde a identificação e o interesse em uma área até às condições do mercado de trabalho e da profissão. “Atualmente, sem dúvidas, a nota do Enem é um dos principais recursos para ingressar em um curso superior. Mas, para concretizar essa escolha, é importante também avaliar questões como o interesse na área de atuação, o mercado de trabalho, a influência de familiares e amigos, o conceito da escola no Mec, a localidade da instituição, a logística de acesso, entre outros fatores”, considera.

Mas, no momento do exame, é preciso se desligar dessas coisas e focar em atitudes que podem contribuir para o equilíbrio emocional. Confira, abaixo, as dicas da psicóloga para se fazer uma boa prova do Enem:

1. Reconhecer suas emoções: não ignorar é o melhor caminho. Reconhecer o que sente para tentar entender e conseguir superar um sentimento que pode interferir negativamente.

2. Acalme-se: após reconhecer o que sente, pare o que estiver fazendo e RESPIRE. As práticas de respiração ajudam a diminuir a frequência cardíaca, promovem uma sensação de calma e ajudam a controlar a liberação de hormônios que causam o estresse, como o cortisol. Então vale uma pequena pausa durante a prova para retomar o foco na prova e desviar da ansiedade e do estresse.

3. Foco: concentrar-se em seu tempo e na sua prova. Evitar distrações e não se deixar influenciar pelo nervosismo de outros alunos e colegas.

4. Cuide também do seu corpo: mantenha-se hidratado e bem alimentado. Nosso organismo se sente mais estável e disposto quando não o privamos de suas necessidades básicas, então fique ligado: procure beber água e se consuma alimentos saudáveis e que dão mais energia.

5. Para evitar situações de estresse antes da prova, o ideal é sair de casa com antecedência e planejar a rota até o local da prova. Em situações como essa, os aplicativos como Uber e as linhas de ônibus recebem uma demanda maior e o trânsito pode se congestionar, então programe-se contando com isso.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos