segunda-feira, março 4, 2024
spot_img
InícioPalavra de EspecialistaAutodiagnóstico de TDAH: Como ele pode mascarar o verdadeiro problema

Autodiagnóstico de TDAH: Como ele pode mascarar o verdadeiro problema

A saúde mental nunca esteve tão em foco como atualmente, depressão, ansiedade, síndrome do pânico, TOC, têm sido amplamente debatidas, mas mesmo com todo esse movimento acerca das condições mentais ainda existem muitos equívocos.

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição neurológica crônica que se manifesta por meio de sintomas como desatenção, agitação e impulsividade e tem ganhado bastante projeção nos últimos tempos, o que abriu margem para que seus sintomas sejam confundidos com características comportamentais vindas do estilo de vida moderno.

Esse tipo de banalização através de diagnósticos incorretos é foco de um estudo liderado pelo Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, que explica como ocorre a confusão acerca das duas condições.

As redes sociais digitais surgiram há pouco tempo de acordo com a linha cronológica evolutiva, e logo se tornaram uma parte essencial da vida diária das pessoas. Elas demandam uma velocidade e multifoco muito além da que nosso cérebro está adaptado a processar, além da cultura narcísica formatada por ela; o que desencadeia alterações comportamentais, como narcisismo patológico, ansiedade excessiva, hiperatividade, impulsividade, dificuldade para manter o foco, entre outras”.

Esses sintomas, que deveriam ser tratados com abordagens específicas, acaba recebendo outro tipo de intervenção após ser autodiagnóstico como TDAH, muitas vezes diagnosticado profissionalmente, de forma equivocada, o que desvia o foco da real razão dos desequilíbrios, gerando uma banalização de uma condição, o que é absolutamente perigoso. Mas além disso, numa sociedade com alto número de pessoas dentro das personalidades dramáticas, há muitos utilizando o diagnóstico como forma de vitimismo.” Afirma o Dr. Fabiano de Abreu Agrela.

Sobre Dr. Fabiano de Abreu

Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, é um Pós-doutor e PhD em neurociências eleito membro da Sigma Xi, The Scientific Research Honor Society e Membro da Society for Neuroscience (USA) e da APA – American Philosophical Association, Mestre em Psicologia, Licenciado em Biologia e História; também Tecnólogo em Antropologia e filosofia com várias formações nacionais e internacionais em Neurociências e Neuropsicologia. Pesquisador e especialista em Nutrigenética e genômica. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH), Cientista no Hospital Universitário Martin Dockweiler, Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Membro ativo da Redilat, membro-sócio da APBE – Associação Portuguesa de Biologia Evolutiva e da SPCE – Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Membro das sociedades de alto QI Mensa, Intertel e Triple Nine Society. Autor de mais de 200 artigos científico e 15 livros.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos