sábado, março 2, 2024
spot_img
InícioNotíciaDiagnóstico tardio motiva campanha para realização de exames preventivos

Diagnóstico tardio motiva campanha para realização de exames preventivos

Uma pesquisa recente realizada no Brasil revelou um dado preocupante em relação ao cuidado com a saúde dos brasileiros: 72% dos pacientes com doenças crônicas somente descobriram o problema após a manifestação dos sintomas. O estudo também revelou que 48% dos pacientes crônicos ouvidos acreditam que esse quadro poderia ter sido diferente se eles tivessem feito exames antes da evolução da doença.

A pesquisa foi realizada pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) entre os dias 28 de março e 7 de abril deste ano, e ouviu 400 pessoas, maiores de 18 anos, em São Paulo e no Rio de Janeiro, motivando a campanha Importante Prevenir, apoiada pelo ator Reynaldo Gianecchini. “Há uma grande preocupação hoje em dia quanto à superutilização dos exames laboratoriais, especialmente pelos convênios médicos. Por outro lado, porém, temos uma grande subtilização dos testes, incluindo alguns essenciais recomendados pela OMS. Nesta pesquisa, ficou clara a importância de realizar exames laboratoriais preventivos e para diagnóstico precoce, de acordo com o histórico e o perfil de cada paciente”, destaca a diretora regional para Minas Gerais da SBPC/ML e diretora técnica do Laboratório Lustosa, Luisane Vieira.

Dos pacientes entrevistados para a pesquisa, 51% afirmaram que poderiam ter procurado ajuda médica com antecedência para evitar a evolução da doença ou para preveni-la. E somente 17% dos ouvidos acreditam que os médicos solicitam mais exames que o necessário. “Cuidar da saúde não significa apenas tratar as doenças. Avaliar o estado de saúde periodicamente permite prevenir doenças ou diagnosticá-las precocemente, aumentando as chances de sucesso no tratamento”, alerta Luisane.

De acordo com a médica, o diagnóstico tardio pode complicar ainda mais o quadro de algumas doenças e reduzir significativamente as chances de bom resultado do tratamento, principalmente quanto às doenças crônicas assintomáticas, ou seja, aquelas que podem evoluir até um estágio mais avançado sem manifestar nenhum sintoma inicial. É o que acontece com a hipertensão arterial, a famosa pressão alta, a doença renal crônica e com o diabetes. Sem o diagnóstico oportuno, muitos pacientes deixam de receber o tratamento que daria a eles mais qualidade de vida e reduziria as chances de complicações.

“A realização de exames laboratoriais de acompanhamento do estado de saúde pode e deve ser vista como uma grande aliada na prevenção dessas e de outras doenças, desde que no contexto de uma agenda de prevenção e cuidados do paciente em função da sua idade e dos seus riscos, focos da medicina preventiva”, conclui.
A pesquisa também revelou dados sobre as impressões dos pacientes crônicos em relação ao controle das doenças, mesmo após o diagnóstico. Dos ouvidos, 95% acredita que os exames laboratoriais são úteis ou muito úteis para o tratamento e controle da doença e 64% afirmaram que controlam a doença por meio de exames laboratoriais.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos